quarta-feira, 22 de fevereiro de 2017

SARGENTO MIGUEL PEREIRA DA SILVA



SARGENTO  PEREIRA , natural de João câmara-RN, nascido em 25 de maio de 1952, filho de Tomaz Pereira da Silva e de Tandora Pereira da Silva. Ingressou na Polícia Militar no dia 17 de outubro de 1973, na condição de soldado com o número 73.088. Em 1976 concluiu o curso de formação de cabos, no primeiro CFC formado no antigo Centro de Formação de Aperfeiçoamento de Praças, em Natal. No ano de 1977 foi transferido para a 2ª Companhia de Polícia Militar, sediada na cidade de Patu. Em 1987 foi transferido para o Destacamento Policial Militar, em Apodi, passando vários anos destacado em Apodi. Em 2000 foi promovido à graduação de terceiro sargento, passando a exercer a função de delegado de polícia nos seguintes municípios, Encanto, Taboleiro Grande e Itaú.

SARGENTO GERALDO IVAN DE MEDEIROS



Geraldo Ivan de Medeiros, natural de Santana do Matos-RN, nascido no dia 16 de outubro de 1948, filho de SEVERINO CASSIMIRO MEDEIROS e de RAIMUNDA NONATO DE MEDEIROS. Por vários anos exerceu a função de escrivão ad-hoc na 1ª e 2ª Delegacia de Polícia de Mossoró. Faleceu em Mossoró no dia 11 de junho de 2009, vítima de acidente de trânsito na BR 304, saída para Fortaleza

sexta-feira, 17 de fevereiro de 2017

SUBTENENTE RAIMUNDO FERREIRA DOS PASSOS



SUBTENENTE  PASSOS, nascido em 26 de abril de 1938, filho de João Francisco dos Passos. Por vários anos foi escrivão da 2ª Delegacia de Polícia de Mossoró, sendo um escrivão de mão cheia. Aprendi muto com o mesmo, tendo em vista que trabalhei com ele na Delegacia de Polícia de Apodi, nos anos de 1982 e 1983. Foi delegado de polícia de Apodi, Grossos, Governador Dix-sept Rosado e vários outros municípios da região Oeste potiguar. Ingressou na reserva remunerada em 19 de abril de 1989.

ST PM FRANCISCO FERREIRA PONTES


ST  PONTES, natural de Pau dos Ferros-RN, nascido em 27 de outubro de 1937, filho de João Ferreira Pontes e de Josefa Nogueira de Queiroz. Ingressou na Polícia Militar em 8 de maio de 1957. Em 1966 foi promovido a graduação de subtenente, antes já havia sido cabo, 3º sargento, 2º sargento e 1º sargento. Casou-se em primeiras núpcias com Hadi de Freitas Pontes, natural de Pau dos Ferros, com os seguintes filhos: Jussara de Freitas Pontes, Jesuam de Freitas Pontes, Jaqueline de Freitas Pontes, Jean de Freitas Pontes e Jorian de Freitas Pontes. Casou-se em segundas núpcias com Maria Vilani Mendonça, natural de Areia Branca, com dois filhos: Felipe Mendonça Pontes e Camila Mendonça Pontes. Sempre foi da mais alta confiança de vários comandantes do 2º BPM, sediado em Mossoró. Quando ingressei na PM em 1980, ele estava no posto de subtenente e era o Furriel do quartel em Mossoró, responsável pelo pagamento de todos os policiais militares da região Oeste Potiguar e eu era seu auxiliar, onde preenchia os contracheques que na época era uma folha de ofício e preenchido através de caligrafia. Nos desfiles cívicos dos 7 e 30 de setembro, à frente da tropa, vinha o subtenente Pontes, arrancando aplausos, em marcha cadenciada ao som de dobrados executados pela competente banda de Música do 2º BPM. Antes de vir para Mossoró ele trabalhou com o coronel Bento de Medeiros, este pai do Dr. Maurílio Pinto, em missões especiais e mais precisamente servindo de escrivão. Aprendeu a lição, inteligente privilegiada, aplicou a técnica desenvolvida pelo saudoso coronel Bento, cognominado “caçador de pistoleiros”, em interrogatórios e demais altos inquérito policial. Subtenente exerceu a função de delegado de polícia em vários municípios, entre eles o de Apodi, Patu, Caraúbas e Areia Branca. Ele é maçom e respeitado em todos os recantos de minha querida e amada cidade de Mossoró e da região pela sua maneira tratável. Orgulho da PM e da Unidade onde serviu por mais de 30 anos. Atualmente exerceu por vários anos a função de Fiscal Administrativo do Destacamento da Guarda Patrimonial de Mossoró, Faleceu na cidade de Mossoró no dia 17 de abril de 2007.

SARGENTO WILSON ALVES RIBEIRO


natural de Taipu-RN, nascido a 13 de setembro de 1929, filho de Napoleão Alves Ribeiro e de dona Odília Alves Ribeiro. Era considerado “homem de vários instrumentos”. Na PM a sua especialidade era radiotelegrafia. Músico, seu instrumento era o trombone. Na ausência de motorista, ali realizava a tarefa perfeitamente, sendo habilitado para tal. Datilógrafo e escrivão de polícia de mão cheia. Instaurava qualquer inquérito policial sem nenhuma dificuldade. Teve papel importante na construção quartel do 2º BPM, sediado em Mossoró, cuja construção teve início no dia 2 de janeiro de 1970 e inaugurado em 9 de março de 1971, pelo ex-comandante, o major Francisco Bezerra Carlos, situado na Rua Aldemir Fernandes. Trabalhava no erguimento do quartel pela parte da manhã, quando o major dava seu expediente no 2º BPM. Pela tarde da tarde servia como escrivão de polícia na Primeira Delegacia de Polícia, função que exerceu a contento, permanecendo trabalhando com outros comandantes, que na época, além de exercer o comando do Batalhão, também exercia a função de delegado da 1ª Delegacia de Polícia, passando pelos comandantes: TCPM Valdomiro Fernandes da Costa (20/11/1935 – 05/06/2006), TCPM Ari Medeiros de Aguiar e TCPM José Lopes Fernandes. Posteriormente, exerceu a função de delegado de polícia do município de Felipe Guerra. Faleceu na cidade de Mossoró no dia 1º de maio de 2006.

Quem sou eu

Minha foto
A INVEJA E A SOBERBA SÃO OS PIORES COMPORTAMENTOS DE UM SER HUMANO, ENQUANTO, A HUMILDADE E SINCERIDADE SÃO COISAS DE UMA PESSOA QUE DEUS ADORA.